Número total de visualizações de página

terça-feira, 27 de abril de 2010

Dia 9 - 28/04/2010

Dia 9:

Dia de divertimento e de beleza...

Hoje troquei as voltas ao Daniel e só nos levantamos as 6h15m.

Tomamos o pequeno almoço e fizemo-nos á estrada.


















Começamos com descida. Grande descida e single track vertiginoso.

















Atrelado e alforges a gemer mas tudo controlado.

A primavera em força e flores por todo o lado....cada uma mais bonita que outra....

Primeiro furo em toda a jornada e teve de ser o Daniel a estrear-se...

Nada que uma lata de spray milagroso não resolva.

Siga mais um pouco e nova paragem.


Novamente o mono do Daniel a ter de ir as boxes.




















Pneu trilhado e tinha um " Galo" daqueles que canta á meia noite!

Não arriscamos muito e na primeira oportunidade paramos numa loja de bikes pra trocar o pneu que parecia que tinha tido uma trombose.



Pneu novo "maxxis"e ninguém pára o Daniel...2 a zero ganha a Lapierre no campeonato da fiabilidade!





Novamente no trilho e fomos brindados com um dos mais belos percursos de todo o caminho.













Até os peregrinos páram pra nos ver passar(mais por causa do meu atrelado!)




















Estavamos na rota Sendeirista.
















Cascatas com água limpida, moinhos, túneis de árvores enormes, muito verde, pontes antigas, passaros a cantar, cavalos e vacas a pastar e a namorar, cegonhas, enfim hoje foi simplesmente fantastico.
















A juntar ao primeiro dia da subida aos pirineus estes foram os percursos que se destacaram de todo o caminho até agora.

Para quem gosta de caminhar e apreciar a natureza aconselho vivamente.M.
Paragem para almoçar.















Já estamos na galiza e aqui o polvo é rei. Para almoço uma tarte de polvo com pimentos enorme!


Novamente no caminho em Sarria continuamos com as paisagens lindissimas pelo meio do monte.

Começamos num sobe e desce continuo. Aqui este tipo de percurso é chamado de Rompe piernas...e faz jus ao nome.


Estou mais cansado hoje do que ontem depois da subida ao Cebreiro.


Passamos ainda pela placa do km 100 e nova foto! Já entramos nos 2 digitos...















Momento hilariante do dia:


Iamos a passar no meio de uma aldeiazita quando aparecem assim de repente umas vacas curiosas.














O Daniel seguiu encostado á parede mas eu não me podia mexer.


O saco do meu atrelado é laranja, as luvas vermelhas e no casaco também tenho vermelho. Encostei-me o mais que pude á parede enquanto as touras iam passando e olhavam pra mim e pro atrelado desconfiadas...quando dou por mim, olho pelo canto do olho e tava rodeado de vacas cuscas que pestanejavam mesmo em cima de mim.







Em vez de fazer alguma coisa ao ver-me ali em pânico, o Daniel tirava fotos e quase se desfazia a rir...ele, o pastor e duas espanholas que iam a passar... Moral da historia...não ir pro monte vestido de vermelho!




Passagem em Porto Marin e ao ver o rio minho quase que dava pra pensar que estavamos em Portugal ao passar por um enorme grupo de venezuelanos e alguns tugas a mistura...






Continuamos e chegamos a um trilho em que tinha cerca de 1 palmo de água que ia correndo por umas rochas.





Não resisti e retirei o atrelado e andei a divertir-me á grande no meio da água a subir e descer as rochas.


















Finalmente encontrei uma vantagem no facto de andar a arrastar o atrelado....é que bastam 30 segundos e posso partir a loiça toda...enquanto o Daniel assiste e vai tirando fotos!


Pena que não me lembrei de fazer isto mais vezes...Quem não achou muita piada á brincadeira foi o meu joelho...toda a tarde me massacrou e fiz muitos km em sofrimento.

Tive mesmo de parar uns bons minutos e fiz uns alongamentos para parar de doer...e resultou um pouco... Não desapareceu mas atenuou.


Chegamos a Cazanova onde vamos ficar a dormir no albergue.


Hoje a etapa foi de 106 km com direito a um engano no caminho.

Estamos a 60 km de Santiago.

Amanha é o grande dia! Já estamos ansiosos!


1 comentário:

  1. Boa malta, já se começa a sentir o cheirinho do “Botafumeiro”…
    Força nas canetas para a etapa final.

    ResponderEliminar