Número total de visualizações de página

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Dia 7 - 25/04/2010 -Arcahuega > El Acebo

Dia 7:

6h da manhã....Acordar bastante preguiçoso....

A cama era muito boa e nao foi facil vencer a vontade do corpo em ficar um pouco mais. Mas lá teve de ser.

Mau de mais pra ser verdade! A roupa que tinhamos lavado e tinha ficado a secar no estendal tinha desaparecido!

Limpeza total. Calças, camisola e luvas.

As bikes e o capacete pelo menos estavam lá.


Vestimos a outra roupa suplente e toca a descer pra tomar o pequeno almoço com umas trombas descomunais...

Grande susto! O dono do albergue quando se levantou viu que a roupa estava molhada, apanhou-a e pôs a secar em cima do aquecedor...estava sequinha e quentinha!


O tipo era mesmo 5 estrelas...mas o susto foi grande!






Partimos do albergue em direcção a Léon.











Rapidamente avistamos a cidade e era quase sempre a descer pelo monte.

Encontrar o caminho na cidade é que é o maior problema...mas lá chegamos...

A Catedral é imponente por fora e linda por dentro.




















Mereceu uma visita atenta e estivemos bastante tempo em Léon.

Até deu pra encontrar uns tugas que andavam ali a passear....é incrivel como quando se está fora do nosso canto nos damos todos bem....

Arrancamos de Léon a todo o gazzz e seguiamos em direcção a Astorga para almoçar.





















As paisagens já tinham voltado ao que nos tinham habituado, fantásticas e eis que assisto a uma coisa formidavel.

Num conjunto de meia duzia de arvores estavam mais de 50 corvos com os ninhos respectivos. Era uma algazarra tremenda e fiquei a perceber porque se viam tantos corvos a voar por aqueles lados.

















Tambem temos avistado bastantes cegonhas nos seus ninhos no alto das igrejas e postes. Hoje vimos ainda perdizes, uma lebre, e passaros, muitos passaros.


O sol escaldante obrigou-nos a encostar cedo pra almoçar mesmo antes de cegar a Astorga. Paramos numa padaria e compramos 2 fatias de bôla de atum e de queijo e fiambre.
Com uma cola a acompanhar foi o almoço possivel.

Estavamos a andar a bom ritmo apesar do terreno estar a ficar inclinado.


















No inicio da etapa estivemos a programar fazer a subida ao Alto da cruz de Ferro só até meio.


Iamos parar em Rabanal del Caminho...e amanhã fariamos o restante.

Esse era o plano e estavamos a cumprir.

Antes do inicio da subida da Cruz de Ferro paramos para comer e beber qualquer coisa.

Eu estava á rasca do meu joelho direito.Já tinha tomado uma pastilha mas nao tava a resultar. Fiz uns alogamentos e começamos ao ataque á super contagem de 1a categoria que já se via bem lá ao longe...

Não sei se foi dos alongamentos ou não, mas começei a melhorar.

Fomos subindo até chegarmos a Rabanal do caminho. Aí chegados, conversamos e estivemos de acordo em continuar. E assim foi.


















Continuamos até atingir a cruz bem la no alto. Sitio impressionante. Alto da cruz de Ferro!


Os peregrinos trazem uma pedra que depositam aqui. eu Cravei a minha pedra bem no tronco de madeira, enquanto que o Daniel além da pedra, deixou cá ficar espetado o Pin da nossa primeira aventura a Santiago.















O amontoado de pedras cada vez está maior.















Diz a lenda que no dia do julgamento final as pedras vão falar e a pedra que deixarmos lá vai falar por nós e comprovará a peregrinação que fizemos.


Foto da praxe, saborear o momento e depois sempre a descer...
Paragem ainda para uma foto com a neve bem á vista dos nossos olhos e a indicar-nos que o céu estava carregado, mas ia permanecer assim...















Chegamos a El Acebo. Uma pequenina aldeia no cimo da montanha.













Vista fabulosa. Pôr do sol a fazer lembrar deliciosos momentos...




















Acabamos por ficar num chalé de montanha.










Até agora este foi o melhor sitio onde ficamos.Mas, também merecemos estes pequenos "Luxos" que nos garantem uma bela noite de sono e uma recuperação total para a proxima jornada.



Com o passar dos dias estamos a chegar á conclusão que esse é um dos momentos chave de cada etapa. O repouso e a recuperação para nova jornada.


Total da etapa de hoje foi de 107 km.

Vamos descansar....


Amanha temos mais uma super especial contagem de montanha!

2 comentários:

  1. lol :)
    Devia ser giro Manuel teres de vir montado na Bike nu. Bem sempre podias alegar que eras um ciclista ecologista activista e que ias fazer o Caminho de Santiago sobre uma causa! :)
    Abraço moço e boa viagem! :)
    O nosso Manuel "Indiana Jones" e a aventura continua...
    Abraço
    Délio

    ResponderEliminar
  2. Ola...Espero que continues a atingir os teus objectivos e que a vossa pequena aventura vos corra bem. Continua a ter força e coragem. Beijos grandes da tua esposa e da tua filha.

    ResponderEliminar