Número total de visualizações de página

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Via de la Plata - Dia 4 de Aldea del cano até Carcaboso

Fenomenal! É a única palavra que me ocorre. Hoje foi um dia com trilhos fantásticos pra percorrer, e nunca me diverti tanto a andar de bike. Mas já lá vamos...
Vamos começar com a saída do albergue que aconteceu pelas 8h  após o pequeno almoço junto ao albergue. Estava fresquinho, e começamos logo de manhã a andar rápido, porque o caminho era plano. Em cerca de uma hora, chegamos a Cáceres, uma bonita cidade que já conheci há alguns anos atrás, quando estava em trânsito para Oviedo para fazer o caminho primitivo.
Como ainda era cedo, continuamos o caminho e fomos percebendo as mudanças drásticas da paisagem. Primeiro apareceu o Rio Tejo, sinal de água que não tínhamos ainda visto anteriormente, depois, os caminhos começaram a aparecer rodeados de vinhas de ambos os lados, depois passamos de paisagens com sobreiros e chaparro dispersos, para bosques de pinheiros e terminou com os caminhos a ficarem pela primeira vez verdejantes, sinal de água nas proximidades.
Ainda não tínhamos almoçado, e apareceu um desvio no caminho que nos levou por uma via romana, bastante técnica e de difícil progressão, mas que nos levou a poupar cerca de 8km. Quando nos apercebemos, já tínhamos passado ao lado de Embalse de Alcântara e estávamos a  chegar a Canaveral. Ali almoçámos e a dona do restaurante, a nosso pedido fez-nos uma bela pratada de massa com tomate e chouriço. Estava delicioso e isso deu nos força para a última parte do caminho. Depois de treparmos novamente uma parede com a bicicleta às costas, entramos num novo tipo de percurso. Fizemos kms e kms seguidos em single tracks, que fazíamos a uma velocidade entonteante, e fazia com que fossemos a serpentear por entre árvores, com muitos saltos ainda pelo meio. Não fosse o peso da mochila nas costas e o saco preso no guiador, hoje teria sido dia para voar baixinho durante muito muito tempo.
Vai ficar certamente na memória este dia de Btt.
Chegamos ao albergue por volta das 19h e com 109 km, e um grande sorriso na cara.
Amanhã temos dia de alta montanha!

Sem comentários:

Enviar um comentário