Número total de visualizações de página

domingo, 1 de maio de 2011

Dia 1: Caminho de S.Salvador



Partida para este primeiro longo dia as 4 da manhã...
Assim que acordei ouvia a chuva a cair lá fora.
Os homens da meteorologia não se tinham enganado e chovia escandalosamente....
Chegou a minha casa o Eusebio e fomos buscar o Daniel. Estava reunida a tropa de elite!
Continuava a chover e nem com o amanhecer a chuva abrandava.

Chegamos a Chaves as 7 da manha pra tomar o pequeno almoço e depois de muito procurar, la encontramos um cafezito aberto.

Ja depois de estarmos mais bem compostinhos, continuamos a viagem, mas um engano numa das saidas da autoestrada fez com que andassemos uns bons 20km enganados.

 Assim que nos apercebemos voltamos para tras em direcção a Leon.
Como em Espanha agora o limite é 110 km/h a viagem durou e durou e durou....
 Chegamos a Leon por volta das 10.30, com mais hora e meia para alem do previsto.

Toca a descarregar tudo da mala e em seguida montar as bikes... Não sei como coube tanta tralha na mala da carrinha....mas o importante é que não sobraram peças...nem faltou nenhuma.

O irmão do Eusebio que fez o grande favor de nos acompanhar,regressou á Tugalândia na minha carrinha e nos ficamos ali entregues a nossa sorte...e á chuva que nos perseguia.

Fomos até a Catedral iniciar o nosso caminho, carimbar as credenciais e tirar as fotos da praxe...as possiveis pois o tempo não ajudava.



 Acabamos por demorar muito tempo pois não é facil começar logo a andar de bike e levar com um banho de agua logo sem aquecer....

Resultado, resolvemos almoçar mesmo por ali e fazer tempo para ver se o tempo melhorava....Fomos até uma catedral que ficava também logo ali....

Uma manha ja estava perdida e depois de almoçar começamos o caminho...com chuva...
Nao havia volta a dar...ja estavamos a ficar atrasados e a comprometer a data da chegada a santiago..

Ate sairmos de Leon o caminho era feito sem problemas...quase sempre recto e alcatrão...
Mas Meia duzia de kms depois estavamos já no meio da lama, do monte, no verdadeiro caminho.







Muito raramente a chuva parava, mas o percurso que é fantastico estava muito massacrado e em muitos sitios tivemos de desmontar e seguir com a bike a mão.

Começamos a apanhar subidas que nunca mais acabavam e desfiladeiros vertiginosos que eram feitos com single tracks fantasticos...com a roda traseira sempre a escorregar e a derrapar...





Encontramos neste caminho e logo no primeiro dia uma das subidas mais dificeis que alguma vez vi...parecia escalada ...e a empurrar a bike ao mesmo tempo... mas com muito esforço lá conseguimos atingir o cume.


Primeiro percalço do dia e da jornada: o meu suporte dos alforges partiu numa das partes laterais....e tive de improvisar com um esticador... Para já, aguentou...mas nao sei se chega ao fim.


Andamos cerca de 2 h e meia pelo meio do bosque com arvores frondosas que nos ajudavam a abrigar da chuva quando ela caia com mais intensidade.

O percurso era lindo lindo... A paisagem fantastica e eu sem poder tirar fotos por causa da chuva... Essa foi mesmo a parte negativa do dia...em conjunto com a chuva.





Como ela não resolveu desistir, quem acabou por ceder fomos nós...completamente encharcados e cheios de frio acabamos por fazer apenas 40 km e ficamos numa povoação chamada La Pola de Gordon a cerca de 80 km de Oviedo num simpatico hotel de 2 estrelas com wifi a borla....

Depois de fazer o check in, e já com um belo de um banho quentinho, fomos esticar as pernas e percorrer a vila a pé. Tinhamos de  fazer horas para o jantar e aproveitamos para conhecer  este agradavel  local.







Amanha temos de recuperar os kms perdidos e....espero que não chova...tanto!

4 comentários:

  1. Campeoes,

    Vais ter mts leitores diários do vossa aventura, por isso nunca deixes de escrever...

    Abraço
    Pirraça

    ResponderEliminar
  2. Força aí campeões, não haja ilusões, vai ser muito complicado, o primeiro dia já foi um grande teste, mas no fim tenho a certeza que tudo irá valer a pena.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  3. Haja persistência e força de vontade. A chuva vai parar... ;))

    ResponderEliminar
  4. Força companheiros, não há chuva que molhe o sonho! Abraço, Marco Magalhães

    ResponderEliminar