Número total de visualizações de página

terça-feira, 20 de abril de 2010

Dia 2 - 20/04/2010




2 dia:
Depois de uma noite bem dormida, acordei as 5h30m sem despertador...é a hora em que os peregrinos que fazem o caminho a pé começam a sair.











Para adormecer na noite anterior contei com a preciosa ajuda da peregrina francesa que ficou a dormir na parte de baixo do beliche...de cada vez que se mexia..começava a embalar-me no piso de cima. Pra falar a verdade nunca tinha dormido na parte de cima de um beliche e gostei...de tal forma que hoje á noite já tá reservada mais uma cama no primeiro andar!
O dia começou com a partida de Zuribi em direcção a Pamplona.











Caminho não muito inclinado bem bom para aquecimento.

Depois de aquecer, começamos a andar em bom ritmo por varios percursos single-tracks que foi o desespero para o meu atrelado mas para mim foi um "must".














O calor começou a apertar e a escolha da roupa ao acordar revelou-se errada...pelo que os casacos já estavam molhados da transpiração a meio da manha...toca a tirar e mais fresquinhos já se começou a andar com mais vontade...


Chegados a Pamplona não vimos nenhuma largada de toiros...mas a confusão de uma grande cidade atrapalha sempre o "caminho" e por vezes é dificil encontrar as setas no caminho.



Apesar de dificil não foi o suficiente para nos perdermos.


Paragem para comprar um mini cabaz de fruta [fruta mesmo, não é código] e acho que foi o dia em que a fruta foi quase ao mesmo preço que em portugal [temos vindo a ser fortemente roubados!].



Rapidamente saimos da confusão e voltamos ao nosso habitat...o monte.



Monte que é monte é duro de subir e mais dificil de descer...aqui foi mesmo isso que aconteceu. subida até ao "Alto de Perdon" com 8km bem puxadinhos, mas nada que se compare ao que sofremos ontem...



No alto, o momento "zen" do dia. ao atingir o cume do planalto a vista era tremenda. Fantastica. Verde para um lado, verde para o outro. E como o sol estava tentador resolvemos acampar mesmo na encosta para comer a fruta e aproveitar e colocar a roupa a secar.

Com uma paisagem soberba era dificil por as pernas a pedalar, mas la deitamos as bikes ao caminho...


A descida foi complicada por causa do atrelado....não larguei o travão até cá baixo durante uns bons 4 km...


E novamente o atrelado a gemer sempre que passava por algum pedregulho mais saliente.


A descida continuou por mais uns kms mas já com menos inclinação o que permitiu rolar a bom ritmo com algum descanso para as pernas.
Encontramos um grupo de bttistas tugas que tambem estão a fazer o caminho.


Um abraço para o BTT Almonda de Torres Novas!
Com a conversa o caminho até passa mais rapido e foi assim que chegamos a Estella onde vamos ficar a dormir no albergue Paroquial.

È a minha estreia em algo do genero e não poderia correr melhor. A recepção foi optima, não se paga nada, ficando ao critério de cada um deixar uma gratificação. E o melhor? Jantar de peregrinos! Mesa enorme e todos sentados para provar as iguarias de um Chef italiano. Como somos muitos temos de nos dividir em 2 grupos. Como tinha sido dos ultimos a chegar, ficamos com o segundo grupo a jantar. Comi uma salada com grao de bico,batata e mais umas coisas que não faço ideia o que era, mas estava muito bom. Para prato principal a especialidade : Pasta com molho de tomate.


Do melhor que tenho comido em espanha. E a juntar a tudo isso, uma mesa cheia de nacionalidades diferentes a trocar experiencias de vida. Australia e Nova zelandia são os novos " companheros" a juntar ás resmas de franceses, espanhois, italianos e alemaes.



Hj tambem passamos por um casal de brasileiros e quando respondi que já tinha estado no nordeste brasileiro esboçou um sorriso e disse..."tem muito portugueis atrais das morena dji lá!" Será que é mesmo assim?


E já agora...aqui em Espanha anda tudo louco com o jogo do Barça- Inter... até dá pra trocar dia do descanso semanal...

Vou terminar por hj e aproveitar pra descansar pois amanha é mais um dia a dar no pedal!

1 comentário:

  1. Bem isso parece-me fantástico, sem sombra de dúvida que estas experiências são do melhor. Cada dia uma coisa nova.
    Aproveita cada minuto pois tudo isto iras lembrar para sempre na tua vida. E faz daquilo q corre menos bem uma forma de aprendizagem. è vida é feita de pequenos momentos por isso não percas nenhum deles.

    ResponderEliminar